Teste de urina pode apontar risco de declínio mental em pacientes diabéticos tipo 2

Um simples teste de urina pode ser capaz de identificar pacientes diabéticos tipo 2 com risco de declínio mental, diz estudo.

O estudo feito com aproximadamente 3.000 pacientes diabéticos tipo 2, com idade média de 62 anos, descobriu que os pacientes que constantemente apresentavam proteína na urina durante quatro a cinco anos, tiveram mais declínio na velocidade de processamento de informações pelo cérebro, do que os que não apresentavam a proteína na urina.

As descobertas sugerem que ter proteína na urina, uma condição chamada de Albuminuria, pode ser um alerta precoce de futuros problemas cerebrais. O estudo foi publicado no dia 29 de Agosto, 2013 no Clinical Journal of the American Society of Nephrology.

“Nossa descoberta foi uma pequena mudança na cognição” diz o Dr. Joshua Barzilay, do Kaiser Permanente of Georgia e da Emory, escola de medicina. “entretanto, se esse declínio for contínuo, em 10 a 15 anos pode se tornar um grande declínio das funções cognitivas, quando os pacientes estiverem com 75 a 80 anos de idade, que é quando os declínios se tornam clinicamente evidentes”.

Portadores de diabetes tem entre 50 e 60 % mais chances de apresentar declínios mentais que pessoas não portadoras da doença.

Apesar de relacionar a presença de proteína na urina com declínio mental em idosos com diabetes tipo 2, o estudo não estabelece uma relação causa-efeito.

Noticia original, em inglês: http://health.usnews.com/health-news/news/articles/2013/08/29/urine-test-may-show-risk-of-mental-decline-in-people-with-type-2-diabetes

Um comentário para “Teste de urina pode apontar risco de declínio mental em pacientes diabéticos tipo 2”

  1. Diogo 11 September 2013 at 11:16 #

    Ótimo artigo.