Gerenciar diabetes tipo 1 pode estressar adolescentes

Os níveis de glicose tendem a subir, dizem os resultados do estudo: como os jovens controlam os seus próprios níveis de glicose.

Os adolescentes com diabetes tipo 1 podem necessitar de ajuda à medida que começam a tomar mais responsabilidade de acompanhamento dos seus níveis sanguíneos de glicose e administração de insulina.

Os investigadores desse estudo monitoraram 147 adolescentes diabéticos por seis meses.

Globalmente, os níveis de conflito entre pai e filho permaneceram relativamente estáveis durante este tempo. Mas, o estudo constatou que os adolescentes mais jovens, que começaram a tomar mais responsabilidade para seus próprios cuidados e que tinham mais conflitos com os pais tornaram-se menos diligente sobre a monitorização dos seus níveis de glicose no sangue e tinham aumentado os níveis de hemoglobina A1c – exame que reflete a média glicemica nos últimos 3 meses.

O aumento do A1c é típico do que ocorre durante a adolescência tardia e início da idade adulta, de acordo com o co-autor Korey Hood, um professor assistente de pediatria da University of Cincinnati College of Medicine e Cincinnati Children’s Hospital.

“O que você tende a ver quando olha para dados em grande escala clínica é que as tendências de A1c a partir da idade de 12 ou 13 anos começam a subir, e então no ínicio da idade adulta começa a declinar (em meados dos 20 anos)”, disse Hood em uma notícia do lançamento do Centro para o Progresso da saúde.

O estudo foi publicado online em 7 abril de 2010 no Journal of Adolescent Health.

“Esta transição de gestão da diabetes com os pais para uma gestão independente é um enorme problema”, diz Aaron Kowalski, vice-presidente assistente para a pesquisa “o controle da glicose no Diabetes Juvenil” da Research Foundation.

O vice-presidente, salientou também que no caso de um adolescente diabético, ele não enfrenta só as típicas tensões e pressão dos colegas da adolescência, ele mas eles também têm que lidar com uma responsabilidade acrescida para controlar sua diabetes.

FONTE: Centro de Promoção da Saúde nota de imprensa, 08 de abril de 2010
HealthDay

Um comentário para “Gerenciar diabetes tipo 1 pode estressar adolescentes”

  1. Mirian 1 October 2010 at 16:36 #

    Sei muito bem como é isso…
    Aos 12 anos, minha única preocupação era não comer doces…minha mãe cuidava de todo o resto! Aplicar insulina, anotar glicemias, etc…
    A partir da adolescência fui ficando independente, tendo que me cuidar sozinha, e hj em dia, com 26, ainda é complicado manter tudo na normalidade… eventos sociais, happy hour, festas… tudo é fonte de “tentações”!! =)